Pesquisar Este Blog Clique Aqui Ó

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Trocada por outra, dentista se vinga arrancando todos os dentes do ex

Marek Olszewski andava feliz por aí de namorada nova, depois de um relacionamento frustrado com a dentista Anna Mackowiak, de 34 anos. Por uma ironia do destino, tempos depois de trocá-la por outra mulher, ele teve dor de dente em função de um traumatismo em um dos molares e pensou: “POR QUE NÃO?”.

Esse sorriso não é do Marek. (até porque ele está triste e não tem mais dentes)
Sim. Ele acreditou que poderia manter uma relação ~civilizada~ com a ex e marcou uma consulta, pois Anna sempre cuidou disso.
Durante a consulta, Anna teria realizado o procedimento de praxe: sedar o paciente e extrair o dente ruim. Teria, se não tivesse mudado de ideia.
Ao ver Marek desacordado em sua cadeira, tudo o que lhe ocorreu foi: “essa é minha chance de vingança contra o desgraçado”. Movida pelo rancor, a dentista arrancou todos os dentes do ex.
Quando o banguela acordou com a boca cheia de bandagens, Anna disse que o problema dele era mais sério e que seria bom que ele procurasse um especialista. Chegando em casa, Marek entendeu a cilada em que se meteu – e ficou super triste.
No momento, Anna corre o risco de perder a licença para realizar a profissão, mas ficou bem satisfeita com o “sucesso” da cirurgia.

Pênis em caixa de hambúrguer acaba com o apetite de cliente

A australiana Kylie Stiger encontrou uma manifestação artística digna de banheiro público quando pretendia saborear seu jantar, comprado na lanchonete Hungry Jack’s,em Toowomba. Ela estava pronta para dar a primeira mordida no lanche quando se deu conta de que havia um pênis desenhado na embalagem.
Até que o desenho ficou engraçadinho rs (Foto: Reprodução/ The Daily What)
A fome era grande, mas ela desistiu da comida preocupada com o que mais eles poderiam ter colocado de “surpresa” lá dentro.
Mãe de dois filhos que também apreciam a comida oferecida na lanchonete, Kylie divulgou a foto da traquinagem feita por um dos funcionários e se disse chateada com o ocorrido.
A assessoria de imprensa do restaurante disse que medidas drásticas serão tomadas, mas, apesar de tudo, o “artista do pênis” ainda não foi identificado.

As minas pira

Virar o Controle

Cara

Mapa Do Brasil Atualizado

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Miojo

Para todos os meus amigos!

Sabe quando você está como o pessoal, dai diz assim, vou fazer miojo!
E sempre tem um que aponta para você e dá uma puta de uma risada e diz só sabe fazer miojo!
A hora da vingança!
Convide seu amigo para comer o miojo na sua casa!
E faça o seguinte!
By: Alex Pedretti



Pegue 2 destes.:




Pegue 3 fatias destas.:




2 Pitadas desse.:
 



5 dessas.:
 



1 Pouco desse.: 




1 pouco desse.:
 



1 pouco desse.:
 



E depois sirva o seu amigo!
Nada vai pagar a cara de bobo que seu amigo vai fazer quando ver o seu simples MIOJO

A Vida de Leonardo da Vinci - Filme Completo

A Vida de Leonardo da Vinci é considerado o melhor e mais completo filme sobre esse grande mestre. Uma superprodução milionária da RAI filmada nas locações reais nas quais viveu o artista, e baseada numa meticulosa pesquisa histórica.

Conheça toda a história de Leonardo da Vinci (1452-1519), de sua infância em Florença à sua morte na França, incluindo sua rivalidade com Michelangelo e a amizade com Botticelli. 

Acompanhe o processo de criação de suas principais obras-primas, como A Última Ceia e Mona Lisa, seus desenhos da anatomia humana e suas inúmeras invenções.

O filme em sua versão completa restaurada e remasterizada, com mais de cinco horas de duração, dividido em 2 partes.







segunda-feira, 14 de maio de 2012

Animais Híbridos






Hibridação é o processo de reprodução entre dois animais de espécies diferentes, quando isso for possível. Às espécies geradas através da hibridização, damos o nome de mestiços, ou simplesmente, animais híbridos. Um exemplo bastante simples de animal híbrido é o caso do burro ou da mula, resultante do cruzamento da égua (Equus caballus) e do jumento (Equus asinus).

O fenômeno foi estudado pela primeira vez em plantas, no século XVIII, por Kolreuter. Nem todos os animais híbridos são estéreis. A esterilidade ocorre devido a problemas cromossômicos no processo de meiose, pois frequentemente o cruzamento entre os híbridos se dá entre espécies com número de cromossomos distintos. Assim, as células desses animais vão possuir um número híbrido de cromossomos que terão dificuldades em formar pareamento.

Entre outros exemplos de animais híbridos podemos citar os ligres, animais resultantes do cruzamento entre um leão e uma tigresa; e as zéguas, resultantes do cruzamento entre uma égua e uma zebra. Através de técnicas de engenharia genética, é relativamente fácil criar embriões de animais híbridos em laboratório, porém, novas pesquisas afirmam que o processo de hibridação pode ocorrer de forma natural e espontânea na própria natureza, como no caso dos ursos pinzentos, cruzamento de ursos polares e cinzentos.

Geralmente, surgem novas espécies de animais híbridos na natureza quando alguns animais passam a ter comportamentos diferentes, se isolando do restante do grupo. Além disso, devido à variabilidade genética, alguns animais podem apresentar cores e algumas pequenas diferenças em relação à maioria, os tornando atrativos sexualmente para espécies diferentes da sua.

Devido ao aquecimento global, muitos cientistas acreditam que a hibridação será um processo evolutivo que acontecerá em larga escala. Assim, o ser humano passa a acelerar o processo de hibridação através da destruição de alguns habitats, criação de outros; extinção de espécies, poluição, destruição de cadeias alimentares, etc, forçando as espécies a se adaptarem biológica e geneticamente a essas condições, colocando em risco, a diversidade das espécies e o equilíbrio biológico.

11 PERGUNTAS FEITAS AO DIABO

sábado, 12 de maio de 2012

Continuarei te buscando


Continuarei te buscando
continuarei te amando
sonhando…
como poderei não te amar
se a doçura, o encanto
que me das todos os dias
se te busco, se me buscas
se encontramos o que precisamos
um no outro…
se a carência que existe em mim
é a mesma que existe em você…
como não te amar se me buscas
me acaricia com suas fantasias
se me sentes perto e se delicia
com o som da minha voz…
como não gostar de sentir tudo isso
se encontro tudo quanto
preciso e anseio
até aquele segredinho existente
entre mim e você
aquela cumplicidade
em tudo o que sonhamos…
fomos feitos UM para o OUTRO

Mulher fica pendurada sem roupa em corrimão de hotel

Uma mulher de 49 anos ficou pendurada nua e de ponta cabeça em um corrimão de hotel nas Ilhas Canárias, na Espanha. O acidente aconteceu enquanto ela fazia sexo com o marido nas escadas.
O casal, que preferiu não se identificar, estava passando férias no arquipélago e tentando uma diversão alternativa quando a mulher escorregou e caiu no vão da escadaria, até que, felizmente, ficou presa pelo tornozelo entre duas barras de ferro antes de bater a cabeça no chão de mármore.
Para chamar a atenção do menor número possível de pessoas, o marido contactou os bombeiros imediatamente, mas ficou difícil manter o incidente discreto quando a polícia local, a polícia nacional e uma tripulação de bombeiros responderam às diferentes chamadas feitas pelas testemunhas.
Ela foi levada para o hospital, onde foi diagnosticada com um tornozelo quebrado. Para piorar a situação, a sirene da ambulância estava quebrada, o que obrigou os bombeiros a convocarem uma escolta policial.
O casal não teve que responder judicialmente pela trapalhada no corrimão, mas foi aconselhado pelo delegado a optar sempre pelo sexo em locais seguros.

Se eu chorar.......


Se eu chorar, não me faça muitas perguntas, não precisa nem secar minhas lágrimas. 
Só me diz que você continuará comigo pra tudo, que
tenho teu colo e teu carinho. 

E ainda que te doa me ver assim, 
me envolva nos teus braços e diga que eu posso chorar, mas que você não sairá dali enquanto eu não sorrir. Porque é isso que nos importa, não é?
O sorriso uma da outra.

Cena de “Amanhecer” pode ter causado ataque epilético em espectadores

O penúltimo capítulo da saga “Crepúsculo” levou multidões aos cinemas na última semana. Como era de se esperar, o filme recebeu duras críticas, mas continua arrebatando os corações dos fãs.  Surpresa mesmo, só os rumores de que a película estaria causando ataques epiléticos em algumas pessoas.
De acordo com o jornal britânico The Guardian, dois casos de convulsão foram registrados em sessões de “Amanhecer” nos Estados Unidos. O californiano Brandon Gephart foi levado às pressas para um hospital local depois de passar mal durante a cena em que Bella Swan (Kristen Stewart) dá à luz o filho do vampiro Edward Cullen (Robert Pattinson). “Ele estava bufando, tentando respirar. Fiquei muito assustada”, disse sua namorada. A sessão a que Gephart assistia foi cancelada com a chegada dos paramédicos.
(Foto: Reprodução/ The Guardian)
Em Utah, um homem também teve um ataque durante a mesma cena do filme. “Eu realmente não lembro o que aconteceu depois disso. Acho que apaguei. Minha esposa contou que eu tremia e murmurava sons diferentes”, disse o homem, que não forneceu sua identidade por medo de perder o emprego.
Especialistas afirmaram que a cena do parto de Bella é repleta de luzes vermelhas, brancas e pretas, que podem provocar episódios de epilepsia fotossensível. “A luz atinge o cérebro de uma só vez. O problema com os cinemas é que eles são muito escuros e a luz piscando é como uma luz estroboscópica”, disse o Dr. Michael G Chez.

Hummmmmmmm


Hummmmmmmm
Neste momento lembrei
de você e senti uma vontade
imensa de te dar um abraço…
Onde você estiver, sinta
o meu carinho. Sinta o quanto
você é importante para mim.
Te gosto demais. 

Doença faz mulher cair no chão toda vez que tem uma surpresa

A inglesa Caitlin Wallace (26) sofre de uma doença raríssima  chamada cataplexia. Sempre que é surpreendida com notícias ou acontecimentos inesperados, seu corpo tem reações bizarras, que  vão desde fraqueza nos joelhos e afrouxamento nos músculos da face até colapsos totais e perda momentânea de visão.
Caitlin e o marido John, que nunca pode surpreendê-la com flores ou caixas de bombons (Foto: Reprodução/ The Sun)
Durante um únco dia, Caitlin pode chegar a ter até 20 colapsos. “Eu não consigo me mexer, mas posso ouvir e interpretar tudo o que as pessoas ao redor estão dizendo. Fico totalmente paralisada e não consigo sequer mexer os braços para me apoiar antes de cair no chão”, contou ao jornal britânico The Sun.
Situações corriqueiras como cartas chegando por debaixo da porta ou  a entrada repentina do marido no quarto podem causar colapsos na jovem. Ela conta que pode ter ataques até mesmo quando o celular toca, e que quase morreu de vergonha na ocasião em que sofreu um colapso porque encontrou um amigo no supermercado que não via há cinco anos.
Tudo começou quando a moradora da cidade de Liverpool começou a sentir uma sensação de queda a cada risada que dava, em fevereiro de 2010. No final daquela semana, toda vez que seus colegas de trabalho contavam uma história engraçada, ela simplesmente caía no chão.
Após o primeiro ataque, suspeitou-se que ela teria sofrido um derrame cerebral. Depois, um neurologista encaminhou a paciente para o hospital da Universidade James Cook, na cidade de Middlesbrough. Lá, Caitlin foi diagnosticada com cataplexia e narcolepsia (uma condição na qual o portador tem sono excessivo durante o dia). Por causa de ambas as doenças, ela precisou abandonar o trabalho  e perdeu a habilitação para dirigir.
Em dezembro de 2010, os ataques estavam tão severos que a inglesa deixou de sair de casa sozinha e começou a usar cadeira de rodas para se locomover, mesmo que pudesse andar normalmente. Atualmente, Caitlin recebe remédios que ajudam no controle da doença e permitem que ela realize trabalhos comunitários.
A cataplexia pode ser controlada com anti-depressivos, pois esses remédios criam um estado químico no cérebro que restringe as complicações da cataplexia. A doença acontece somente em portadores de narcolepsia, um problema que acontece por conta da ausência de substância no cérebro responsável por regular o sono.

Sei que nosso caminho ainda é curto

Sei que nosso caminho ainda é curto,

mas estou atendendo aos apelos do meu coração

e escolhendo estas palavras para declarar o que sinto.
A cada momento em que nos encontramos,

descobrimos sensações que nos embreagam

e nos deixam a mercê dos nossos desejos.

A suavidade rege nossas vontades

e um beijo sela o que antes era somente um sonho.

Nosso encontro foi casual, mas o que esta acontecendo é pra valer e é sincero,

não será apenas um divertimento banal

Namorado traído tatua cocô gigante nas costas da namorada

Trair o namorado não é boa coisa. Trair um namorado tatuador, pior ainda. Trair o namorado tatuador e pedir que ele tatue suas costas: nem pensar.
Rossie Brovent pulou a cerca com um dos melhores amigos do parceiro, Ryan L. Fitzjerald, que é tatuador em Ohio (EUA). Ele teve a infelicidade (ou a felicidade) de descobrir a traição dias antes de tatuar a ex-amada, que queria estampar o leão do filme “Crônicas de Nárnia” nas costas. Foi então que resolveu se vingar.
Resultado da tatuagem: uma m%$da (Foto: Reprodução)
Ryan fez com que a garota assinasse um termo em que dava plenos poderes a ele sobre a arte, dizendo que permitia ao tatuador recriar a obra da maneira que achasse melhor. Deu alguns drinks para a ela e tatuou um imenso cocô, cheio de moscas em volta, em suas costas.
Rossie só viu o desenho terminado. Agora, os dois estão brigando na justiça para tentar resolver o impasse. Ela alega que, além de tudo, ficou desacordada durante grande parte do processo.

Assim é você

Assim é você, um novo caminho,

uma nova opção de felicidade e prazer,

que Deus continue abençoando a todos os corações

capazes de se doarem a um sentimento tão lindo e nobre,

impossível negar a sedução do seu doce olhar

e do seu jeito todo especial de sorrir e me desejar,

existe uma promessa em nossos encontros, algo que não se pode definir,

uma química que nos atrai e nos faz sonhar,

querer e desejar.
Estou Feliz e Isto é Fato!!!

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Canguru tarado rouba calcinhas das tchecas

Quando a polícia de Praga, na República Tcheca, começou a receber chamadas de moradoras relatando o sumiço de suas peças íntimas, os oficiais não suspeitavam que o mistério estaria relacionado ao desaparecimento de Benji, um canguru de 2 anos de idade.
Aparentemente, a fuga de Benji tinha intenções muito claras: já no dia em que seu sumiço foi comunicado às autoridades, calcinhas começaram a sumir dos varais nas redondezas.
O canguru meliante foi flagrado por uma mulher que saiu na janela e viu, consternada, um canguru roubando duas de suas lingeries preferidas. Assustada, a vítima chamou uma viatura.
O dono de Benji, Petr Hlabovic, de 35 anos, ficou feliz com o regresso de seu bichinho de estimação e fez questão de ressaltar que os hábitos extravagantes do animal nada têm a ver com a educação que ele recebeu.

Falso vampiro é preso em Galveston por morder pescoço de desconhecida

Um rapaz de foi preso em Galveston, no Texas, após invadir um apartamento e morder o pescoço de uma desconhecida trajando apenas cuecas samba-canção.
A vítima não quis ter o nome revelado, mas contou que foi surpreendida em sua cama por Lyle Monroe Bensley, de 19 anos, rosnando e uivando durante o ataque. O “vampiro” ainda arrastou a garota até a rua, onde ela se desvencilhou e conseguiu fugir.
Bensley correu atrás dela, mas encontrou um amigo de carro que lhe ofereceu carona. Os dois saíram do local em alta velocidade.
A polícia foi até o apartamento da vítima para investigar a ocorrência. O policial Daniel Erickson, que estava acompanhado de outro oficial, disse que pouco depois que chegaram lá, passaram a ouvir grunhidos vindos do estacionamento. Era Bensley, que havia voltado.
Quando finalmente foi apanhado pela polícia após uma perseguição surreal, Bensley implorou para ser preso porque não queria matar os oficiais. O jovem contou que está vivo há 500 anos e disse que precisava se alimentar.
A equipe de atendimento médico examinou o rapaz e concluiu que ele não estava sob efeito de nenhuma droga. Ele realmente acreditava ser um vampiro.

Silicone De Jogadora Explode Em Partida De Paintball No Reino Unido

imagem puramente ilustrativa
Uma partida de paintball terminou mal no Reino Unido essa semana. Após tomar um tiro na altura dos seios, uma jogadora abandonou a brincadeira agonizando de dor. Dias depois, em consulta médica, a mulher descobriu que uma de suas próteses de silicone havia explodido por causa dos tiros.
As balas de paintball chegam a atingir 300 km/h, mas esse é o primeiro caso de prótese que estoura durante um jogo. De acordo com o porta-voz do clube onde o acidente ocorreu, é comum que as pessoas saiam doloridas quando são atingidas em regiões sensíveis, mas, aparentemente, a mulher foi azarada. “Muitas pessoas se machucam, mas essa é de longe a história mais bizarra que já apareceu por aqui”, afirmou.
Os custos para a restauração do seio atingido giram em torno de R$ 8.000,00. O dinheiro provavelmente sairá do bolso da jogadora, mas o clube já faz planos para oferecer uniformes com proteção turbinada para mulheres… turbinadas.

Ladrão é pego guardando cobras no bolso da bermuda


Um jovem  foi flagrado pelo circuito de vigilância de um petshop em Mesa (Arizona, EUA) roubando cinco filhotes de cobras raras e albinas.
Eric Fiegel violou o aquário em que os répteis eram criados e simplesmente saiu da loja com os animais nos bolsos da bermuda, sem pagar.
O americano de 22 anos foi localizado pela polícia após vender alguns dos filhotes a uma outra loja da cidade. Os outros foram comprados por um amigo de Eric. Veja as imagens do furto:


Allen Iverson 48pts vs Kobe Lakers Shaq 2001 NBA Jogo 1

segunda-feira, 7 de maio de 2012

O macaco veio do homem: conheça as descobertas mais recentes (e surreais) sobre nossos primos

Chimpanzés são descendentes dos humanos. 

Humanos são uma subespécie de chimpanzé. E já 

fizemos sexo com eles. Conheça as descobertas 

mais recentes (e surreais) sobre nossos primos



Verdade nº 1: Chimpanzés também são gente
Eles têm mais genes em comum com você do que com um gorila, por exemplo. A diferença entre a composição do nosso DNA e a do DNA deles é de 1,6%, enquanto do deles para o dos gorilas fica em 2,6%. Parece pouco, mas significa muito: nós somos parentes mais próximos dos chimpanzés do que eles são de qualquer macaco.

A semelhança genética é tamanha que nem seria um absurdo tão grande dizer que o Homo sapiens é só mais um tipo de chimpanzé - tanto que Jared Diamond, um dos pesquisadores mais influentes de hoje, disse exatamente isso: que somos "o terceiro chimpanzé". Os outros seriam o próprio Pan troglodytes - nome científico desse nosso irmão arbóreo - e o bonobo, primo bem próximo do Pan troglodites (e nosso também). E isso é só o começo do que as pesquisas mais recentes têm a dizer sobre os chimpanzés.

Não é pouco - e significa mais ainda.


Verdade nº 2: Eles "vieram do homem"

Pense no seu avô. Agora no pai do seu avô. Agora no pai dele. Esse sujeito que provavelmente viveu no século 19 é o seu 3º avô. Seu 250 000º avô, por essa linha de raciocínio temporal, pisou na Terra há 6 milhões de anos. Entre os tata(...)tataranetos desse cidadão está você, o resto da humanidade e todos os 200 mil chimpanzés vivos. E o mais interessante: esse ancestral comum era mais "humano" do que chimpanzé, o que permite afirmar, com certa licença poética, que "eles vieram do homem". Não conhecemos fósseis desse ancestral, mas alguns cientistas estimam que ele era parecido com este hominídeo aqui, o Ardipithecus ramidus, de 4,4 milhões de anos. Sim, ele tem "cara de macaco", mas há detalhes bem humanos ali: primeiro, ele era bípede, enquanto os chimpanzés são quadrúpedes; segundo, os dentes caninos não são longos e afiados como o dos chimpanzés, mas gentis como os nossos. Ou seja: os chimpanzés são só uma versão especializada do nosso ancestral comum com eles - especializada em viver nas árvores e em matar com mais eficiência.


Verdade nº 3 - Eles fazem guerras

Que bandos de chimpanzés brigam entre si, não é novidade. Mas descobertas recentes mostram que essas lutas são mais estratégicas do que se imaginava: como os humanos, eles guerreiam por território. E roubam as fêmeas do inimigo. "Vimos que as vítimas preferidas são machos. Testemunhamos a morte de apenas uma fêmea [de um total de 21 baixas ao longo de uma década]", diz John Mitani, antropólogo da Universidade de Michigan que coordenou essa pesquisa em Uganda. Nessa Guerra dos Dez Anos acompanhada por Mitani e seus colegas, um dos grupos era sempre o agressor. Para eles, valeu a pena, já que seu território de 30 km2 ficou um quarto maior, aparentemente graças ao declínio populacional da concorrência. Outra tática: em vez de combates em campo aberto, os agressores preferem tocaias. Se um bicho do grupo rival tiver o azar de ser achado sozinho ou com só um ou dois companheiros, acaba sendo linchado pelos patrulheiros. Segundo Mitani, o combate letal entre grupos ocorre também no caso de carnívoros sociais, como leões, lobos e hienas. "Mas, até onde sei, essa tomada de território que vemos entre os chimpanzés não tinha sido descrita para essas espécies."


Verdade nº 4 - Eles adotam bebês

Perder a mãe ainda novinho é praticamente uma sentença de morte para a maioria dos filhotes de mamíferos, mas não para bebês chimpanzés da Floresta Nacional Taï, na Costa do Marfim. Pesquisadores liderados pelo suíço Christophe Boesch registraram a adoção de quase 20 desses órfãos, ao longo de 27 anos. Só a minoria dessas adoções foi uma iniciativa de parentes do bebê - em metade dos casos, veja só, quem adotou o filhote foi um macho.

Bebês chimpanzés dependem exclusivamente de leite materno durante os primeiros 20 meses de vida, em média. Mesmo depois de desmamados, passam vários anos recebendo comida da mãe e viajando encarapitados nas costas dela. No caso do grupo da Costa do Marfim, as fêmeas Totem e Nabu, que ainda mamavam, receberam leite de Tita e Malibu, suas mães adotivas. A pequena Gia, de menos de 3 anos, virou a protegida do macho Porthos, que a carregou para cima e para baixo durante um ano e meio e a protegeu mesmo durante um perigoso encontro com membros de outro grupo. E outro adulto, Fredy, passou 4 meses compartilhando seu ninho com Victor, que perdera a mãe antes de completar 3 anos.

Para Christophe Boesch, a explicação para as boas "taxas de adoção" em Taï é um tanto sombria: "A alta predação favorece a maior solidariedade dentro do grupo", afirma. Os predadores, por sinal, são dois: os leopardos e os humanos.


Verdade nº 5 - Eles pagam por sexo

Só não dá para usar o termo "prostituição" porque as damas que recebem o pagamento não são profissionais. A moeda de troca: carne fresca. A responsável pelo achado é a pesquisadora Cristina Gomes, do Instituto Max Planck, na Alemanha. Ela analisou 262 relações sexuais entre 5 machos e 14 fêmeas ao longo de 4 anos, na Costa do Marfim. Nessa região da África, os chimpanzés costumam suplementar sua dieta com carne de macaco (de outras espécies). Os machos são os principais responsáveis por caçar os macaquinhos, mas não comem a picanha sozinhos - dividem os despojos com fêmeas do bando. Cristina detectou que os machos que fornecem essa iguaria para as fêmeas dobram suas chances de levá-las para a moita mais tarde. Estatisticamente, o efeito da carne é bem mais impactante do que compartilhar outros tipos de comida, catar piolhos da fêmea ou mesmo defendê-la durante brigas. E nem é preciso trazer carne para a geladeira toda hora: uma única vez pode ser o suficiente, aparentemente porque as fêmeas se lembram da boa ação mais tarde.


Verdade nº 6 - Nós já fizemos sexo com eles (ou quase isso)

A ideia é defendida por alguns dos principais cientistas do Projeto Genoma, como Eric Lander, do MIT. Foram justamente análises sofisticadas do genoma de chimpanzés e humanos atuais que revelaram a Lander e cia uma situação estranha: duas grandes "camadas" diferentes de genes compartilhados entre as espécies. A camada mais antiga de genes, com diferenças mais marcantes de humanos para chimpanzés, indicaria uma separação evolutiva bastante remota entre as espécies, que teria acontecido em torno de 10 milhões de anos atrás. A segunda camada, no entanto, tem semelhanças bem maiores, indicando uma separação há 6 milhões de anos. A ideia é que essa variação se deva a uma separação paulatina das duas espécies. Após um "divórcio" há 10 milhões de anos, indivíduos das duas linhagens continuaram cruzando entre si. E só 4 milhões de anos depois a separação teria se consolidado.

Verdade nº 7 - Eles usam mais ferramentas do que a gente imaginava

Os melhores engenheiros entre os símios vivem numa região conhecida como Triângulo de Goualougo, na República do Congo. Os chimpanzés que habitam essa área de 250 km2 desenvolveram quase 30 formas diferentes de usar ferramentas, um recorde para a espécie (e para todo o mundo animal). Em muitos casos, esses usos envolvem kits especialmente preparados: eles combinam até 3 instrumentos para atingir um determinado fim - geralmente arranjar comida. As vítimas mais comuns são cupins e abelhas. Para atacar cupinzeiros, os macacos de Goualougo usam, primeiro, um bastão, arrombando a entrada do ninho com movimentos circulares. A seguir, o chimpanzé atacante emprega um galho relativamente mole, cuja ponta foi previamente modificada de modo a ficar desfiada, como se fosse uma escova. É que, quanto mais pontas no galho, mais cupins acabam mordendo as "cerdas", o que turbina o jantar do primata. Para obter mel, outra fonte apreciada de calorias, eles também usam 3 instrumentos. O primeiro é um galho grosso e forte para abrir o primeiro buraco na colmeia. Depois, um galho um pouco mais fino é usado para alargar essa abertura. E um graveto mais fino completa o serviço, fazendo o papel de talher. Embora a matéria-prima usada pelos bichos seja perecível, eles podem reutilizá-la por vários meses, deixando seus bastões "no jeito" perto de cupinzeiros, conta a bioantropóloga americana Crickette Sanz, que estuda os macacos de Goualougo.

Verdade nº 8 - Eles podem ter consciência da morte
Quem já enfrentou a morte de um parente próximo sabe como é terrível. Este foi o fardo da chimpanzé Rosie, nascida num zoológico de Stirling, na Escócia. A mãe dela, Pansy, morreu de causas naturais (a chimpanzé tinha mais de 50 anos, era idosa para a espécie), Rosie passou a noite seguinte praticamente em claro, sem sair de perto do cadáver. Nas semanas seguintes, ela não conseguia comer direito. Reações parecidas - sono inquieto, falta de apetite, silêncio - afetaram os companheiros de Rosie, o macho Chippy e a mãe dele, Blossom. As reações dos primatas foram filmadas e analisadas por pesquisadores da Universidade de Stirling. Para os cientistas, o caso sugere que os bichos possuem algo parecido com a consciência humana da morte, como a necessidade de ficar de luto e até reações de frustração e raiva diante do problema - Chippy chegou a agredir o cadáver da fêmea morta na manhã seguinte, aparentemente inconformado com a perda. O relato, por enquanto, é isolado, mas indica que mesmo as emoções que consideramos mais "humanas" estão presentes em animais complexos como os chimpanzés - e que o desumano aí é chamá-los de "animais".

A Senhora Toca muito violão !!

Máquina faz as pessoas pararem de falar



1. Um laser mede a distância entre a pessoa e a máquina, e um microfone de alta potência grava o que ela está falando.

2. O alto-falante repete o que a pessoa estava dizendo, com atraso de 0,004 a 0,195s (ajustado conforme a distância).

3. Quando a pessoa escuta a própria voz com esse atraso, seus circuitos cerebrais ligados à fala se confundem. O indivíduo gagueja - e se cala.

Nuvens estão mais perto da Terra


Imagens de satélite da Nasa apontam que, nos últimos 10 anos, as nuvens ficaram de 30 a 40 metros mais próximas da superfície da Terra. E isso pode ser bom: as nuvens mais baixas ajudam a resfriar o planeta, podendo compensar parte do aquecimento global. A lógica disso é que, quando estão muito altas, as nuvens ficam mais frias e mais densas e passam a agir como uma barreira, impedindo que o calor da Terra escape para o espaço. As nuvens mais baixas não têm esse problema. Os cientistas não sabem dizer por que as nuvens estão ficando mais baixas.

MANUAL: Como achar qualquer coisa no Google

A internet tem as respostas para todas as perguntas, mas você precisa saber encontrá-las. Aprenda com o nosso curso intensivo.








*Para que os comandos funcionem, defina o português como idioma na página inicial do Google.

comentarios